DELEGACIA DIGITAL
ANTECEDENTES CRIMINAIS
Emita aqui o seu Certificado
INTRANET PC
Acesso à intranet da Polícia Civil
BUSCAR DELEGACIAS
Saiba onde registrar sua ocorrência policial
Disque DENÚNCIA
Notícias
Oito ladrões de banco são interrogados

A coordenadora do Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras (Garcif), de Vitória da Conquista, delegada Laís Testa, reinterrogou, nesta quinta-feira (21), os oito criminosos integrantes de uma quadrilha de assaltantes de bancos, presos na região de Guanambi, na semana passada. “Novas informações fornecidas pelos custodiados podem levar à captura de mais ladrões de bancos, bem como identificar ramificações dessa organização criminosa”, afirmou o delegado Cleber Rocha Andrade, coordenador da 22ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/ Guanambi).
Ao serem presos, Artur Matheus Alves de Jesus, de 23 anos, José Pereira dos Santos, 28, Robenilson Cotrim da Costa, 24, Rômulo Gonçalves Bezerra, 31, Gilvan Teixeira Magalhães, 25, Tarcisio Laio Soares de Souza, 23, Lidiane Rosa Campos de Castro, 22, e Aparecida da Silva Pereira, 24, confessaram participação nas explosões aos bancos de Guanambi, Palmas de Monte Alto, Matina e Pindaí, ocorridas nos últimos meses. Com eles, os policiais apreenderam uma carabina, calibre 38, uma pistola 380, várias munições de calibre 38, 380 e 12, um colete balístico e quatro carros e uma motocicleta usados no ataque a uma agência bancária, na cidade de Ibiassucê.
Alvejados durante o assalto, outros dois integrantes da quadrilha continuam foragidos: Joaquim Manoel Alves, o “Dinda”, 25, baleado na perna, e um bandido de prenome Maurício, ferido no abdômen. Segundo o delegado Cleber Rocha Andrade, equipes da 22ª Coorpin intensificaram as buscas aos dois criminosos, mantendo, inclusive, contatos com unidades de saúde da região, onde eles possam ter procurado atendimento médico.


Malhada

Eduardo Franklin Teixeira dos Santos, 30, envolvido na explosão dos caixas de autoatendimento do Banco do Brasil, na cidade de Malhada, em 15 de março, permanece internado em um hospital, com fratura exposta. Mantido sob a escolta de policiais do 17º Batalhão de Polícia Militar, de Guanambi, ele confessou ao delegado Adir Pinheiro Junior, titular de Carinhanha, sua participação na explosão de agências bancárias, tanto em Malhada, quanto em Muquém do São Francisco. Eduardo tem passagens pela polícia do Distrito Federal pela mesma modalidade criminosa.

Leia outras notícias
27/08/2006 Apreendidos adolescentes com drogas e revólver 38
27/08/2006 Assaltante morto em Vitória da Conquista
27/08/2006 Polícia Civil ganha mais vinte novas viaturas
26/08/2006 Dupla de assaltantes é presa em São Francisco do Conde
26/08/2006 Solucionado homicídio ocorrido em Porto Seguro
  (+) ver mais